'Bel para Meninas' volta e dá sua versão após três meses fora da Web

Canal no Youtube virou caso de polícia após internautas acusarem pais das crianças de abuso

Por O Dia

Maurício e Francinete deixaram privados todos os vídeos em que as filhas aparecem
Maurício e Francinete deixaram privados todos os vídeos em que as filhas aparecem -
São Paulo - Lembram do canal "Bel Para Meninas"? Ele já era bastante conhecido entre o público infantil, mas acabou virando caso de polícia e ganhou ainda mais destaque ao aparecer no "Cidade Alerta". Agora, depois de três meses, a mãe de Isabel finalmente voltou ao Youtube com um pronunciamento. 

Na postagem desta quarta-feira (5), Fran afirmou que "o que fizeram com eles foi feito de caso pensado para destruir tudo que eles construíram durante oito anos". Ela também falou que "robôs foram usados para espalhar as fake news" contra a família dela. 

Ainda na publicação feita em seu Instagram, ela diz que mais para frente fará outras revelações sobre o caso, provando que foi vítima de um golpe. "Vocês acharam que tínhamos sumido? Não vamos nos calar", diz uma postagem anterior do perfil, feita na terça-feira (4).

O canal no Youtube "Bel Para Meninas" virou caso de polícia após internautas acusarem os pais das crianças de abuso. De acordo com usuários do Twitter, Francinete Peres, conhecida como Fran, e seu marido Maurício, obrigavam as filhas Bel e Nina a gravar vídeos, além de filmar momentos de tristeza e dor das crianças.  Os vídeos seriam compartilhados no canal que tinha 7 milhões de inscritos. A repercussão dos vídeos fez com que o Ministério Público do Rio de Janeiro abrisse uma investigação sobre o caso. 

Já em 2016, o Ministério Público de Minas Gerais chegou a abrir uma investigação sobre o canal, mas a condução do procurador Fernando Martins focava em verificar se havia abusos e eventuais irregularidades quanto às publicidades e o caráter mercadológico do conteúdo veiculado, já que o público em questão é infantil. 

 

*Com informações do IG

Comentários