Tribunal de Justiça convocará 164 aprovados do último concurso

A reposição é baseada em estudos da Corregedoria-Geral de Justiça sobre defasagem de pessoal

Por ADRIANA CRUZ

O presidente do Tribunal de Justiça, Claudio Mello Tavares
O presidente do Tribunal de Justiça, Claudio Mello Tavares -

Rio - O presidente do Tribunal de Justiça (TJ), Claudio de Mello Tavares, bateu o martelo: vai convocar 164 aprovados no último concurso. Amanhã, 121 requisitados anteriormente tomam posse — a previsão era de 191, mas 64 não compareceram e haverá novo chamado para estes cargos. Depois, mais cem serão convocados.

Dentro do império da Lei de Recuperação Fiscal que rege o estado, é possível repor vagas. Preocupados com os novos rumos da Previdência Social, pelo menos 480 funcionários requereram a aposentadoria voluntária.

A reposição é baseada em um estudo da Corregedoria-Geral da Justiça para suprir os locais com maior defasagem. Na lista de espera, há psicólogos, oficiais e técnicos judiciários. Então, uma das metas é a de reforçar com mão de obra os municípios da Baixada e Noroeste do estado.

Atualmente, há 12.628 serventuários. Até o final do ano está planejado novo concurso para servidores e magistrados como foi anunciado pelo então presidente Milton Fernandes de Souza.

Comentários