Traficantes são condenados por estupro coletivo em Jacarepaguá

Além de ficarem horas abusando da vítima, juntamente com outros comparsas também da região, Raphael e Raí compartilharam agressões pelo WhatsApp

Por ADRIANA CRUZ

Os traficantes Raphael Assis Duarte Belo e Raí de Souza, acusados de promoverem, em 2016, o “estupro coletivo” de uma adolescente na Comunidade do Barão, em Jacarepaguá, foram condenados a mais de dez anos na 3ª Câmara Criminal.

 

Além de ficarem horas abusando da vítima, juntamente com outros comparsas também da região, Raphael e Raí ainda compartilharam pelo WhatsApp um vídeo em que mostravam as agressões.

Comentários