Mais Lidas

Justiça Militar expulsa oficial que transportava cocaína em aeronave da FAB

Ele foi condenado no Rio por levar carga de 33 quilos da droga em 1999

Por ADRIANA CRUZ

Avião da FAB
Avião da FAB -

O  Superior Tribunal Militar (STM) determinou, nesta quinta-feira, a perda do posto e da patente de um major da reserva da Aeronáutica, condenado a 16 anos de prisão por tráfico internacional de drogas e associação criminosa. Ele agia com outros dois militares já expulsos. 

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, o major foi flagrado em 1999 transportando 33 quilos de cocaína em uma aeronave Hércules C-130 da Aeronáutica, em Recife, Pernambuco. O destino era a cidade de Clermont Ferrand, na França, com escala em Las Palmas, nas Ilhas Canárias. O esquema foi descoberto durante a Operação da Polícia Federal “Mar Aberto”. O oficial foi condenado pela Justiça Federal do Rio em novembro de 2000, mas só houve o trânsito em julgado da ação, quando não cabe mais recurso, em maio de 2018. 

Durante o julgamento, o  ministro Marcus Vinicius Oliveira dos Santos, presidente da Corte, afirmou que  o “agir delituoso do oficial revestiu-se de gravíssima roupagem e caracterizou clara violação do dever de fidelidade para com a instituição a que serve e ao próprio juramento que fez a seu País”. Argumentou ainda que o major  manchou a imagem da Força Aérea.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários