Família de jovem morto por PMs em Campos será indenizada

desembargadores da 7ª Câmara Cível decidiram que o Estado tem que pagar indenização de R$ 300 mil ao pai, avó e dois irmãos do estudante

Por ADRIANA CRUZ

O estudante Gleidson da Silva Rodrigues, de 18 anos, apenas voltava para casa com dois amigos do alistamento militar quando foi abordado por policiais militares e atingido pelas costas em Campos, Norte Fluminense, em 2011. De cara, os PMs afirmaram na delegacia que o rapaz estava armado e fora assassinado porque havia reagido à ação policial. Mas investigações da Polícia Civil jogaram por terra a versão mentirosa dos PMs sobre a morte.

Na verdade, o jovem foi executado pelas costas. Testemunhas confirmaram em depoimento que ele sequer estava armado e laudo técnico informou que não havia indícios de substâncias químicas em suas mãos. A

PM também nunca apresentou a suposta arma. Com a farsa desmascarada, os desembargadores da 7ª Câmara Cível decidiram que o Estado tem que pagar indenização de R$ 300 mil ao pai, avó e dois irmãos do estudante, além de pensão vitalícia. Dois policiais vão a júri popular pelo crime. Mais uma triste história de violência contra os filhos do Estado do Rio.

Comentários