'É preciso investir em unidades socioeducativas', diz Vanessa Cavalieri

Para titular da Vara da Infância e da Juventude, a receita de bolo para o Brasil dar certo é investir em educação e planejamento familiar

Por ADRIANA CRUZ

Juíza  Vanessa Cavalieri
Juíza Vanessa Cavalieri -

Entre 2017 e 2018 foram apreendidos 4.482 menores na cidade do Rio, segundo a Vara da Infância e Juventude. A pesquisa analisou os dados com base nas faixas etárias entre 12 e 15 anos e 16 e 18 anos. Foi constatado índice de reincidência de 50%, nas idades de 16 a 18 anos.

Para Vanessa Cavalieri, em geral, a receita de bolo para o Brasil dar certo é investir em educação e planejamento familiar. A juíza defende a construção de mais 11 unidades no estado.

Com a palavra - Vanessa Cavalieri, titular da Vara da Infância e da Juventude

O que tem que ser feito para diminuir o número de reincidência?

Investir no sistema socioeducativo. Há carência de mil vagas. Seriam necessárias 11 novas unidades com 90 vagas cada como determina a Lei. O estado só tem cinco.

Enquanto não há investimentos, como é lidar com esta realidade?

Difícil. O juiz da Vara da Infância e Juventude tem que fazer uma escolha todos os dias: mandar o adolescente para unidades superlotadas ou deixá-lo em liberdade, colocando a vida dele em risco ou de outras pessoas.

E como é resolvido?

Os que cometem atos de média gravidade vão para o semiaberto. Pode sair para estudar e trabalhar, mas dorme na unidade.

E como mudar a realidade dos adolescentes infratores?

Não estamos falando só da reincidência. A receita do bolo para o Brasil dar certo é investir em educação, planejamento familiar e empregabilidade.

Comentários