Mais Lidas

Retirar do Caixa 2 de pacote anticrime é derrota, diz advogado especialista em segurança

Para Marcos Espínola, crime é como um foco de corrupção que atinge em cheio à sociedade

Por ADRIANA CRUZ

Marcos Espínola
Marcos Espínola -

O pacote anticrime, apresentado ao parlamento pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, vai tramitar primeiro no Senado. Mas o advogado Marcos Espínola disse acreditar que deveria começar pela Câmara dos Deputados, que representa o povo, e não pelo Senado, onde a representatividade pertence aos estados.

Espínola critica a retirada do crime de Caixa 2, tratada pelo especialista como um foco de corrupção que atinge em cheio à sociedade.

Com a palavra - Marcos Espínola, advogado especialista em segurança

De que forma a crise entre Câmara e governo prejudica o pacote?

Um dos prejuízos são os deputados não terem o esclarecimento sobre o pacote. O Moro tirou o crime de Caixa 2, um dos males para a sociedade.

É uma derrota?

O Caixa 2 representa desvio de dinheiro público, deixou o projeto aleijado. De que forma? São feitos contratos com empresas superfaturados. É corrupção que atinge em cheio a segurança, a saúde, a educação, direitos básicos dos cidadãos.

Além do Caixa 2, qual o pecado capital?

O problema do Brasil não é só lei, falta aparelhamento do estado para punir. As leis que o Moro quer mudar são eficazes.

Exemplo?

A Lei de Execução Penal funciona. A condenação em segunda instância está aí, olha o ex-presidente Lula preso. Enquanto isso, os processos são morosos. Tenho casos de homicídio com 19 anos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários