Mais Lidas

Deputada luta contra racismo institucional na Assembleia Legislativa

Desde que assumiu o cargo em 1 de fevereiro, a parlamentar reclama de quatro agressões

Por ADRIANA CRUZ

Deputada estadual Dani Monteiro
Deputada estadual Dani Monteiro -

Rio- A deputada estadual Daniella Monteiro, do PSOL, foi barrada, nesta quarta-feira, mais uma vez no elevador exclusivo da Assembleia Legislativa (Alerj). "O segurança entrou na minha frente e com o braço impedia a minha entrada, tipo empurrando. É um racismo institucionalizado. Pessoas pretas e mulheres parecem que só usam esse espaço para servir cafezinho", protestou.

Conhecida como Dani Monteiro, ela foi assessora da vereadora Marielle Franco, também do PSOL, assassinada a tiros com o motorista Anderson Gomes em março do ano passado. Dani já relatou quatro casos diferentes à presidência da Casa, que sempre garante que não vai mais acontecer, porém as atitudes não param. "Eles acham que é inadmissível estar nesta área. Uma vez na Escola da Alerj, o segurança foi taxativo: 'Aqui só fazemos extração de DNA'. Falei com o presidente que diz que não vai mais acontecer, mas já fui expulsa três vezes do elevador e até no plenário. Hoje falei com o chefe da segurança", revelou a parlamentar.    

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários