Mais Lidas

Presidente da OAB-RJ defende previdência com igualdade

Para Luciano Bandeira, estado tem que parar de produzir desigualdades

Por O Dia

Luciano Bandeira, presidente da OAB-RJ
Luciano Bandeira, presidente da OAB-RJ -

Previdência com igualdade é o caminho que a reforma tem seguir defende o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio, Luciano Bandeira. No mês que vem, a entidade enviará estudos técnicos às comissões do Congresso que analisarão o tema.

A Câmara dos Deputados é onde a proposta começará a tramitar. Depois, terá de seguir para o Senado. No ano passado, o rombo previdenciário atingiu R$ 290,297 bilhões.

Com a palavra - Luciano Bandeira, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil do Rio

A reforma passa?

O ambiente hoje é o de que há necessidade da reforma. Mas a grande questão é quanto tempo vai levar para tramitar. Agora, o Estado tem que parar de produzir desigualdades.

Benefícios para pobres poderão ser abaixo do salário mínimo?

Tem que discutir. O custo social tem que ser maior que o financeiro? Mas o pior de tudo é o tratamento desigual. O celetista se aposenta com teto máximo de R$ 5 mil e outros com R$ 30 mil. Neste contexto, os servidores são mais beneficiados. Dos poderes Legislativo, Executivo, Judiciário e os militares. Não pode existir cidadãos de primeira categoria, segunda e de terceira. Então, só quem vai pagar a conta é o celetista?

E então, qual será o papel da Ordem ?

Faremos estudos para apresentar no Congresso, em março. Muitas categorias têm poder de organização para não perder benefícios, os celetistas não.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários