Secretário de Niterói é o alvo

Por ADRIANA CRUZ

Representante do poder executivo de Niterói está no olho do furacão, desta vez, na Justiça Eleitoral. A Procuradoria Regional Eleitoral representou, dia 7, no Tribunal Regional Eleitoral, contra o secretário municipal de Fazenda, Pablo Villarim Gonçalvez, por abuso de poder político. Ele é acusado de ter promovido a candidatura a deputado federal do então postulante à reeleição Chico D'Angelo, do PDT, nas eleições de outubro deste ano. Segundo as investigações, houve uma reunião em 1º de novembro, após o expediente, nas dependências da Prefeitura de Niterói, na qual foram pedidos votos a servidores para o parlamentar, que conseguiu se reeleger para a Câmara dos Deputados. A organização do encontro por Pablo é proibida por lei. O mesmo foi devidamente registrado durante a apuração do caso. Para o Ministério Público Federal, o episódio justifica a aplicação de multa no máximo previsto pela legislação eleitoral que chega a 100 mil UFIRs, o equivalente a R$ 330 mil.

Mensagens em foco

A reunião para favorecer Chico D'Angelo teria sido transmitida por mensagens aos servidores por Pablo. Ele alegou que D'Angelo atendia aos interesses da categoria, como em projetos relacionados à securitização, operação que transfere dívidas para títulos vendidos no mercado.

Comentários

Últimas de Justiça & Cidadania