Paulo Melo diz que aceitou indicação de Farah

Deputado está preso desde o ano passado e voltou a ter a prisão preventiva decretada, sob acusação de ter montado esquema de corrupção no Detran

Por ADRIANA CRUZ

O deputado Paulo Melo (MDB) já foi secretário de Pezão e presidiu a Alerj. Está preso desde a operação Cadeia Velha e recebia R$ 900 mil/mês + prêmio, segundo o MPF
O deputado Paulo Melo (MDB) já foi secretário de Pezão e presidiu a Alerj. Está preso desde a operação Cadeia Velha e recebia R$ 900 mil/mês + prêmio, segundo o MPF -

Rio - O Ministério Público Federal não tem dúvidas de que o deputado Paulo Melo era o cacique do Detran. Em gravações telefônicas autorizadas pela Justiça, Melo confidencia provavelmente a outro deputado que aceitou a indicação de Vinicius Farah, ex-presidente do órgão.

Melo está preso desde o ano passado e voltou a ter a prisão preventiva decretada acusado de ter montado esquema de corrução no Detran. Farah, deputado federal eleito, também foi preso na operação batizada de 'Furna da Onça' e solto nesta madrugada após expirar sua prisão temporária. Ele nega as acusações.

Comentários

Últimas de Justiça & Cidadania