Igreja Universal é derrotada na Justiça e tem que abrir cofre

Ação pedia a suspensão imediata da cobrança das taxas de condomínio das instalações do antigo cinema que funcionava no Edifício Comodoro, em Del Castilho

Por ADRIANA CRUZ

Rio - Os desembargadores da 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça derrubaram o pedido da Igreja Universal do Reino de Deus que reivindicava a suspensão imediata da cobrança das taxas de condomínio das instalações do antigo cinema que funcionava no Edifício Comodoro, em Del Castilho. O templo entende que tem direito à isenção, mas o juízo da 7ª Vara Cível negou o pedido de urgência. Então, por enquanto, a igreja tem que abrir o cofre.

 

Comentários

Últimas de Justiça & Cidadania