Acusado de corrupção, ex-procurador-geral Claudio Lopes é afastado por 60 dias

Ministério Público denunciou Lopes por envolvimento com esquema de propina do ex-governador Sérgio Cabral

Por ADRIANA CRUZ

Lopes também é suspeito de vazar informações de investigação
Lopes também é suspeito de vazar informações de investigação -

Rio - O procurador-geral em exercício Ricardo Ribeiro Martins atendeu o pedido da Corregedoria-Geral do Ministério Público e determinou o afastamento provisório por 60 dias do ex-procurador-geral de Justiça Claudio Lopes, denunciado por envolvimento no esquema de corrupção montado pelo ex-governador Sérgio Cabral ao Órgão Especial do Tribunal de Justiça. Lopes estava na 3ª Procuradoria de Justiça que atua junto à 6ª Câmara Criminal e era membro do Conselho Superior do Ministério Público.

Na terça-feira, Lopes foi denunciado por  formação de quadrilha, corrupção passiva e ativa e quebra de sigilo funcional. Como o blog antecipou, semana passada, é a primeira vez que um procurador que ocupou o mais alto cargo administrativo do órgão é denunciado por crimes à Justiça. Além de Lopes,  Ricardo Ribeiro Martins denunciou ainda o ex-governador Sérgio Cabral, Wilson Carlos, ex-secretário de Governo, e Sérgio de Castro Oliveira, o Serjão.

Últimas de Justiça & Cidadania