Servidor do TJ é preso por suspeita de pedofilia

Ele trabalharia como secretário de um magistrado

Por ADRIANA CRUZ

Tribunal de Justiça
Tribunal de Justiça -

Rio - Um servidor do Tribunal de Justiça do Rio foi preso em casa, nesta quinta-feira, por agentes da Polícia Federal. A ordem foi dada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal. Na Corte, corre à boca miúda, que o motivo da prisão se deu por uma investigação por pedofilia contra o funcionário. Ele trabalharia como secretário de um magistrado. O processo tramita em segredo de Justiça.

Últimas de Justiça & Cidadania