TRE nega candidaturas de Zito e Felipe Peixoto

Candidatos têm direito a recurso no Tribunal Superior Eleitoral

Por ADRIANA CRUZ

Rio - O Tribunal Regional Regional (TRE) acaba de negar os registros da candidatura de deputados estaduais para Zito (PP) e Felipe Peixoto (PSD). Zito foi considerado inelegível por ter as contas reprovadas no Tribunal de Contas do Estado (TCE) quando foi prefeito de Duque de Caxias. Peixoto foi condenado por abuso de poder nas eleições de 2016, quando se candidatou à prefeitura de Niterói.

O julgamento de Zito foi apertado — 4 a 3 contra o candidato no plenário do TRE. No entanto, ambos podem continuar com as campanhas. Eles têm direito a recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  

Peixoto informou que recorrerá da decisão e afirmou que, desde julho, o julgamento do pedido de medida cautelar que enviou ao TSE não foi analisado por Brasília.

"Já esperávamos esse resultado aqui no Rio, pois sem a decisão da cautelar, que está no TSE, dificilmente teríamos um resultado diferente. Infelizmente, a Justiça Eleitoral do Estado do Rio não leva em conta a jurisprudência estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral, em que questionamentos relativos à veiculação de material de comunicação, objeto da ação em curso, não configuram caso para aplicação da lei de inegibilidade", lamentou Felipe.

Quanto à decisão divulgada nesta segunda-feira, o ex-deputado informa que ainda não recebeu qualquer notificação, e tão logo isso ocorra, entrará com o recurso cabível.

"Continuo firme em busca do direito de ser candidato, esperando que o TSE reconheça não haver qualquer impeditivo para essa candidatura", finalizou.

Últimas de Justiça & Cidadania