Ação contra merendas superfaturadas em Itaperuna

MP pede o bloqueio de bens de até R$ 2,8 milhões dos acusados, entre eles, o prefeito Marcus Vinicius de Oliveira Pinto, do PR

Por ADRIANA CRUZ

Prefeito de Itaperuna, Dr. Marcus Vinícius
Prefeito de Itaperuna, Dr. Marcus Vinícius -

Rio - O Ministério Público (MP) de Itaperuna pediu à 2ª Vara o cancelamento do contrato da prefeitura com a empresa de Alimentação Global Service Ltda para fornecimento de merenda escolar, por superfaturamento. Se no ano passado, o município gastou R$ 3,6 milhões, este ano a previsão é de R$ 9,9 milhões. Na ação, o MP pede o bloqueio de bens de até R$ 2,8 milhões dos acusados, entre eles, o prefeito Marcus Vinicius de Oliveira Pinto, do PR. A coluna tentou contato com a prefeitura, mas ninguém atendeu aos telefones disponíveis no site.

 

Comentários

Últimas de Justiça & Cidadania