Presidente do TRE garante gratificação a membros da Corte que faltam a sessões

Enquanto isso, pagamento de 60% de horas extras foi cortado dos servidores

Por ADRIANA CRUZ

Resolução permite que os membros recebam gratificação de R$ 914,13 ainda que não participem das sessões
Resolução permite que os membros recebam gratificação de R$ 914,13 ainda que não participem das sessões -

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Carlos Passos, baixou resolução, na qual permite que os membros da Corte e o Procurador Regional Eleitoral recebam gratificação de R$ 914,13 ainda que não participem das sessões. No período eleitoral, pode ter até 15.

Enquanto isso, o pagamento de até 60% de horas extras foi cortado dos servidores. O Sindicato dos Servidores das Justiças Federais do Rio, que é contra o novo modelo de remuneração da gratificação, denunciou o caso ao Tribunal de Contas da União. Alegou que fere a Lei 8359/91. Em nota, a Corte informou que segue o Tribunal Superior Eleitoral. Já o corte no bolso dos servidores é por causa de adequação orçamentária.

Comentários

Últimas de Justiça & Cidadania