DERRUBADA DE AUXÍLIO

Por O Dia

Os promotores do Ministério Público estão pelas tamancas com o ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot. Antes de sair, ele propôs no Supremo Tribunal Federal a derrubada do auxílio educação a membros por filho ou dependente de até 24 anos de idade, em valor limitado a R$ 906,98. Alega que a verba é remuneratória, o que seria inconstitucional. Nos bastidores, promotores sustentam que não esperavam esse fogo 'amigo'.

Comentários