Familiares de presos podem receber informações de processos pelo WhatsApp

Projeto inédito é da Defensoria Pública do Estado

mais lidas

Rio - Familiares de presos assistidos pela Defensoria Pública podem saber informações sobre cumprimento de pena pelo WhatsApp. O projeto partiu de pesquisa que mostra a dificuldade financeira das pessoas para ir ao Centro e ter acesso aos dados. Agora, basta o familiar fazer o cadastro no Nuspen na Avenida Rio Branco, 147, 12º andar, com documentos que indiquem o parentesco com apenado. 

Com a palavra, Marlon Barcellos, coordenador do Núcleo do Sistema Penitenciário

Defensor público Marlon Barcellos Erick Magalhães / Divulgação

Como surgiu a ideia do novo serviço?

Identificamos que a maior parte das informações requisitadas está relacionada ao livramento condicional ou progressão de regime. Dados simples que poderão ser recebidos pelo 9977-69145.

Muita gente mora no interior do estado?

O Núcleo é no Centro. Então, quem mora em Campos ou Itatiaia gasta em média R$ 100 para obter a informação. Então, decidimos criar o serviço, que, por enquanto, terá uma pessoa responsável pelo atendimento.

Quais informações serão disponibilizadas?

Dúvidas sobre progressão de regime, benefícios, que são respostas simples. Das 150 pessoas ouvidas na pesquisa, 130 queriam saber quando o filho poderia sair da prisão.

E os casos considerados mais complexos?

Uma resposta sobre indulto não é muito fácil de ser dada por mensagem, então o familiar terá que ir ao Núcleo mesmo.

últimas notícias

Relacionadas

    comentários

    Newsletter

    Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado